30 de julho de 2014 é o retorno do GREMISMO. É o retorno do GRÊMIO forte, aguerrido e bravo. Eu sei, posso estar exagerando, mas me atrevo, porque depois de todos estes anos de sofrimento, me dou o direito de pensar que o FELIPÃO será, novamente, o protagonista das voltas olímpicas. E como nós, GREMISTAS, estamos precisando disto…

Nestes últimos dias, tenho ouvido muito intensificada a choradeira adversária, a crítica exacerbada e descabida da imprensa e estes sinais, para mim, são indicadores muito positivos. Confesso, estou às lágrimas com a volta do FELIPÃO. Voltou-me a esperança de ver alguém com pulso forte, com alma TRICOLOR, ensinando, mesmo que na marra, para estes mocorongos, o que é vestir a camisa do GRÊMIO. A volta deste “gringo” é muito significativa para nós GREMISTAS. O torcedor que não se emociona deve mesmo rever o seu sentimento pelo Clube e até mesmo a escolha do Clube – até porque, ser GREMISTA não é só uma escolha… mas isto é outro assunto.

Minha vida pessoal não está lá estas coisas, mas não importa, porque agora o FELIPÃO está de volta. As jogadas vão acontecer, a indignação e a vontade de vencer estarão estampadas nas faces dos jogadores. O torcedor, na arquibancada, finalmente terá resposta à sua paixão. 30 de julho de 2014 é um dia de alegria, porque se encena uma grande fase para o GRÊMIO. As contas, os problemas, as agruras… nada disto enfraquece minha felicidade e minha confiança.

Apesar da total entrega ao sentimentalismo, neste caso, também tenho como certo um retorno tático e um aproveitamento humano infinitamente melhor, por parte do LUIZ FELIPE, do que do técnico que se foi. Gostei muito da vinda do Ivo Wortmann e do entendimento que ele demonstra ter do que deve ser o futebol do GRÊMIO. Esta será uma grande parceria.

Posso daqui a uns meses me desdizer totalmente, ninguém possui a verdade absoluta, a respeito do que quer que seja. Mas vejo no FELIPÃO a entrega que tanto nos ressentimos nas últimas aventuras do GRÊMIO – aventuras essas, que se saliente, nunca apoiamos, porque com o GRÊMIO não se brinca de dirigir, com o GRÊMIO não se faz testes. No GRÊMIO, tudo deve ser feito e tratado pelo bem do Clube.

Digo-lhes TRICOLORES, acredito nesta retomada de glórias. Esta crença é para mim também um retorno, porque há anos não tinha esperanças de viradas dentro de campo, de “suor e sangue na camiseta”, de honra e de bravura. Não consigo ver um clima passivo, ou de normalidade, com o FELIPÃO no vestiário. Vejo sim, onze jogadores tomando uma carraspana no intervalo se fizerem um mal primeiro tempo. Isso se chama indignaçãoreaçãocompetitividadegana! Assim que quero o GRÊMIO! Quero me ver representada no próximo GREnal. Quero o GRÊMIO marcando e infernizando. Quero muito vencer com efetividade, para colocar tudo no lugar novamente no Rio Grande do Sul.

Dalhe FELIPÃO! Dalhe GRÊMIO!

NÃO ao FUTEBOL MODERNO!

Ana Vilches
@anagremiovedder

Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

11 respostas a “A volta do GREMISMO”

  • Bello post, isso tudo significa a volta as nossas verdadeiras origens.
    estou convicto que os que passaram recentemente não era GREMIO agora pelo menos é a volta do velho GREMIO , forte aguerrido e bravo, e isso é a primeira condição para um time vencedor.
    SALVE GREMIO SALVE GREMIO
    FORZA GREMIO FORZA GREMIO

  • Cara de Grêmio!! Uma forma do Grêmio Jogar!! Quem não sabe isso, não sabe o que é Grêmio.

    Parabéns, Aninha!! Texto Fantástico!!

    E vou dizer uma coisa aqui: até o cheiro no ar em Porto Alegre já está diferente.

    Vamos Felipão. Vamos Grêmio!!

  • Lindo, Aninha! Meus sentimentos – Grêmio e Felipão – foram muito bem expostos por ti. Assino! Além desse sentimento – creio eu ser de 99,9% dos 8 milhões de gremistas – penso que temos de trazer um bom lateral (direito ou esquerdo), mais um meia e talvez mais um volante (não sinto segurança em nenhum do atual plantel – funções de cobrir os fracos laterais, sair jogando,….). Parabéns, Ana!

  • Esse sentimento que me faltava há anos… consegui sentir algo parecido em 2007. FUTEBOL FORÇA isso que é a cara do GRÊMIO… não podemos jamais esquecer nossa história, nosso jeito de ser, mas isso tudo estava sim esquecido. Felipão vem para nos trazer de volta o nosso jeito de ser… temidos, odiados, diferentes, firmes, viris, raçudos, brigadores, porrada…

    Que venham contra nós! Ana, foste perfeita mais uma vez e como sempre…

  • Bravas palavras Ana!
    Torço muito para que estejas certa, pois já passou da hora de não apenas ganharmos títulos, mas também de termos nosso Gremismo de volta.
    Parabéns por conseguir traduzir nossos sentimentos em palavras…

  • Liberem a festa na arquibancada e o Grêmio cresce grande na parada.
    Torcida cantando, time correndo e dando a vida no campo, comando forte na casamata e Koff nos bastidores.
    Ta aí a química… Grêmio Foot Ball Porto Alegrense.

  • Confesso que estava desanimado, capisbaixo, diante de tão pouca resposta do Anderson Moreira. Agora, so falta a Diretoria deixar de comprar ex craques, pagando uma fortuna Há o Grêmio realmente vai crescer quando não vender os pratas da casa. O Departamento de Base trabalha anos, forma um craque e a Diretoria não deixa o guri nem esquentar no banco e vende e o time fica com aquela murrinhagem ganha uma, empata outras, perde mais outras e assim vai. Mas a esperança não morre. Viva FILIPÃO.

  • Graças á personalidade do PRESIDENTE Fabio K., o respeito do FELIPÃO para com ele e a prova dada por nós á recepção do técnico no seu lugar certo, creio que desta vez o GREMIO conseguirá erguer algum troféu.

  • Ana , compartilho o mesmo sentimento !
    Acho que o Felipão chega em boa hora para o Grêmio, e o Grêmio para ele .
    Gostaria ainda de ver o Roger , nosso ex jogador , trabalhando junto com Ivo
    W e Felipão .
    Qto ao ex jogador , o R 10 , este eu continuo dispensando , por mais que
    apresente futebol .
    Falta caráter .
    Abr !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *