Os 180 minutos do TRI da AMÉRICA

O GRÊMIO é TRI! A torcida do GRÊMIO é TRI! O futebol que o time apresentou – sob o comando do mito RENATO PORTALUPPI – é TRI!

Conquistamos e libertamos a América, pela terceira vez, em 180 minutos tensos, mas encarados de forma madura, consistente e eficaz pelo nosso elenco TRICOLOR.

Começamos a construir o placar do título aqui, na Arena, quando vencemos por 1×0; gol marcado por Cícero, que comprovou a estrela AZUL que tem o nosso comandante. Nosso ataque estava pouco efetivo e a marcação do Lanus impedindo completamente que chegássemos ao gol. Então o mestre, o eterno HOMEM GOL, colocou duas peças que mudaram a história da partida. Aos 37 min do segundo tempo Jael recebeu uma bola longa do Edilson e de cabeça encostou para o Cícero mandar para o gol, manhosamente, chorosamente… Privados de um pênalti claríssimo – entre outras presepadas da arbitragem – fomos para a Argentina com esta vantagem e sem nosso cão de guarda da zaga, que levou um injusto terceiro cartão amarelo, para buscarmos a taça que mais nos emociona.

Cinco mil GREMISTAS estiveram lá. Cinco mil vozes incansáveis apoiaram o GRÊMIO e puderam presenciar um time que correspondeu em campo, todo o esforço destas vozes TRICOLORES. Jogamos em Lanús um futebol forte, vistoso, que poucas oportunidades cedeu ao adversário. A postura do GRÊMIO em campo superou as nossas expectativas. Sabemos e conhecemos muito bem como jogam os times argentinos e foi uma semana de sentimentos misturados e exacerbados, para nós torcedores. Pouquíssimas horas dormidas e ansiedade em altos níveis definiram nossos dias e noites neste período. Mas o RENATO e seus jogadores estavam firmes, focados e apesar de respeitarem o oponente, tinham a ciência do que deveria ser feito. A união deste grupo e o objetivo comum, fez o GRÊMIO mostrar um meio campo maciço, impondo uma marcação alta, resultando em dois golaços – Fernandinho e Luan – que asseguraram o título de TRICAMPEÃO DA AMÉRICA. O Lanús ainda converteu uma penalidade, mas o descontrole GREMISTA já estava formado.

Ganhar a LIBERTADORES é algo mágico para nós, GREMISTAS. É um delírio, é um sentimento explosivo… libertar a América faz parte da nossa história, demonstra nosso caráter – o caráter que queremos que tenha o GRÊMIO. Esta é a competição que nos brilha os olhos, que enche nossos corações de GREMISMO. Jogar como jogaram nossos atletas, ontem e durante toda a campanha, nos faz assumir e aceitar que somos plenamente merecedores deste caneco. A entrega destes jogadores, atrelada ao amor e ao apoio que vem das arquibancadas, só poderia ter um fim justo… e teve!

Comemore, torcedor GREMISTA! Chore, ria, abrace os irmãos GREMISTAS – mesmo os que tu não conheces – e curta imensamente este momento, pois é um momento histórico. Cante o hino e as músicas da torcida o dia inteiro… deixe o GRÊMIO invadir tua cabeça e por pelo menos alguns dias não pense em mais nada!

GRÊMIO, GRÊMIO, nós somos TRICAMPEÕES DA AMÉRICA!

Ana Vilches
@anagremiovedder