No longínquo, 1977 o Grêmio fechava um ciclo de perdas de títulos no Estadual. Começava 1978 com muita gana e vontade para alcançar os objetivos traçados. Assim, o tricolor partiu para completar o anel superior do Estádio Olímpico. O Presidente era Hélio Dourado. Homem de pulso forte, determinado e amor ao Grêmio, percorreu o interior do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, colhendo material para conclusão da casa tricolor, essa era a Campanha do Cimento, iniciada em 1976. Além disso, na sua gestão foi realizado o Bolão Tricolor, campanha financeira que também serviu para concluir as obras do Olímpico.

Mas Hélio Dourado era obstinado e visionário. O Presidente percebeu que a participação do sócio como torcedor, apoiador e contribuinte era essencial para o futuro do Clube. Ele foi além, era preciso que o sócio na época não só mantivesse os pagamentos em dia, mas era necessário mais. Era preciso pensar nos novos torcedores, nos novos sócios, em manter viva a chama tricolor no coração de inúmeros gremistinhas. Por isso, a campanha Futebol de Graça. A ação era destinada para que crianças menores de dez anos pudessem assistir a todos os jogos do Grêmio do ano de 1978, no Olímpico, totalmente de graça. Para isso, o adulto ou responsável apresentava a documentação no Estádio e era confeccionada uma carteirinha para a criança.

Com certeza uma iniciativa simples como essa, do eterno Presidente Hélio Dourado, proporcionou que muitos torcedores, hoje com mais de 30 anos de idade, sejam apaixonados pelo Grêmio.

Fonte: Revista Bolão Tricolor nº 3 – 1977
Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

10 respostas a “Hélio Dourado e o Futebol de Graça”

  • Vamos Grêmio!!

    O Grêmio precisa respeitar sua história, revitalizar seus valores, mirar e valorizar o seu torcedor.

    Não aceitamos o Status quo. Não aceitamos o conformismo ou “o mundo mudou” “agora as coisas são diferentes” “não tem como fazer”. Esse tipo de discurso de resignação é para os dirigentes derrotados.

    Dá pra fazer sim.

  • Nossa, para época foi uma baita ação, isso hoje essa prática já é comum, mas naquele tempo não. Ações que revolucionam, que são capazes de modificar e melhorar, isso que precisamos.

    Basta termos força de vontade e amor ao clube… Grande Helio Dourado, muito nos ensina!!!

  • Bella Época, bello ano de 1977 e depois 78, grande time, grande direção grande grupo de jogadores, e uma torcida apaixonada sedenta por um título, Um presidente sintonizado com a torcida e um time de GREMISTAS,
    QUE BELLA ÉPOCA, o erro foi naquela época não haver preparo na sucessão dos presidentes e diretores.
    Mas a história do GREMIO é bonita e rica, o que temos que fazer agora é organizar o clube, voltar a ficar lucrativo e formar equipes comprometidas para ganhar títulos
    VAI SER DURO, PODE DEMORAR MAS O CAMINHO É ESSE MESMO.
    congruência entre torcida /comissão técnica e direção.
    O exemplo do Helio Dourado deve servir de inspiração para renascimento do clube.
    SALVE GREMIO SALVE GREMIO
    Cesar Rotta

  • O Grêmio e o Inter ganharam nome no Brasil inteiro com times sem muitas estrelas. O Grêmio tinha o Anchieta e mais nenhuma estrela e o Inter Figueiroa,Lula e sem mais nenhuma grande estrela. Porque hoje não fazem a mesma coisa, acabem com este negócio de ir buscar jogador brasileiro no exterior, pois quando aqui chegam á a base de milhares de dólares ou de euros de salários e não são tão estrelas assim.Eu acho que o Gremio deveria abandonar a idéia de ganhar o campeonato gaúcho, formar um time sem Barcos, sem Kleber,baixar o salário do Rodolpho ou manda-lo embora também e colocar a gurizada mais categorizada para formar um bom time para daqui a dois ou três anos e dar um jeito na Arena, ou compra barato ou volta para o Olímpico.Terão apoio da torcida para uma atitude como esta.

  • …do Grêmio! Triste pensar no que estão fazendo hoje com o Grêmio. Hoje NÃO TEMOS dirigente. Mentem, usam,….fazem o que querem do Grêmio! Resta lembrar do extraordinário HÉLIO DOURADO!!!

  • Tenho 2 filhos menores de 12 anos, o maior desde seu primeiro ano de vida acompanhou os jogos da era Olímpico, mas infelizmente o menor está se tornando colorado, porque os padrinhos e a mãe levam nos jogos do Beira Rio DE GRAÇA, enquanto na Arena, tenho que pagar FORTUNAS para levá-lo (120,00 cada um para associá-los). Infelizmente o GRÊMIO irá se tornar uma torcida velha e menor que o rival… Sou sócio, desde 1983, quando tinha 11 anos, acho uma vergonha o que estão fazendo na Arena.

  • BELA ÉPOCA, Também foi quando eu conheci o Olimpico em 1964, o GRÊMIO tinha um timaço e belas campanhas, fui levado por Amigo que era Sócio remido, então eu comprava um carné e pagava em 12 X e recebia uma toalha de banho com o emblema do GRÊMIO, (aquilo ja era uma honra) que tenho ate hoje, em 73 fui para o interior, me associei em 2005 pagando em dia até hoje. Se tiver que continuar pagando mais de um milhão por dois contratados (jogadores?), que não fazem parte do time então não pago mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *