Vou ser repetitivo mais uma vez, iremos escutar mais uma vez e falaremos mais uma vez que o nosso elenco carece muito de qualidade técnica. E faz tempo que isso nos falta, não de hoje, não dessa gestão, mas incluindo-a, dentro das sucessivas gestões de futebol que cometeram equívocos e demonstraram desconhecimento. Ontem notoriamente vimos que o nosso time é muito fraco tecnicamente, principalmente no que tange à passes, armação de jogadas e finalização. Fundamentos que deve-se vir de base, mas como o futebol brasileiro, o nosso futebol também carece de um trabalho sério e capaz de formar bons jogadores, inclusive identificados. Ontem no jogo contra o santos houve nada mais, nada menos que 71 passes errados. O jogo foi digno de se chamar “varzeano”. O gringo se demonstra com mãos atadas com seu elenco, pois nunca o vi falar de falta de qualidade em seu plantel, justo ontem desabafou: “não encontrei aqui o que procurava…” ou ainda “o Arce colocava a bola no dedo de quem levantasse…”.

Tivemos algumas boas chances de marcar, mas nos faltou o acabamento. E falemos agora da nossa bola parada. Qual foi o último gol de falta que marcamos? Qual foi o último escanteio aproveitado, resultado de um bom cruzamento? A bola parada deveria ser um ponto forte no nosso time, porém não é. Empilhamos no grupo jogadores corredores que baixam a cabeça e saem correndo sem analisar o objetivo. O meio armador inexiste e nossos volantes nem sempre irão conseguir armar jogadas com bom acabamento. Ontem o meio para frente foi horroroso.

Mas ainda há um ponto positivo nisso tudo: nossa consistência defensiva. Claro que mais da metade do sucesso se dá por conta das milagrosas defesas de Marcelo Grohe, porém ontem a zaga foi sólida, não correu riscos (o adversário também não impunha isso no jogo) e completamos um longo tempo sem vazar. Felipão arrumou a nossa faceirice defensiva, jogadores estão marcando com ímpeto, notavelmente solidarizam com os companheiros.

Bueno, um ponto foi conquistado, uma posição acima ganhamos e o nosso objetivo continua sendo o G-4. Que possamos então correr mais uma vez atrás da vaga na Copa, mas que esse ano e os outros anteriores sirvam de exemplo para a futura gestão de futebol de como NÃO se planeja um time de futebol.

Felipe Moreira
@FMGREMIO
Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

2 respostas a “Nos Falta Qualidade”

  • Qual foi o último zagueiro de perna esquerda no Grêmio????
    Pois é, esta direção de futebol está aí a dois anos e nada…
    Quando anunciado o nome de Rui Costa para o cargo de diretor remunerado do Grêmio, eu apoiei, pois prefiro dar chances a gremistas do que trazer gente de fora para cuidar das coisas do Grêmio. Porém o tempo passou e perdi confiança, não soube montar um plantel equilibrado, montou um grupo torto e sem cara de Grêmio.
    Pará na lateral esquerda, 3 voltantes, falta de um meia esquerda, falta de um meia direita, Barcus não tem sombra e por aí vai.
    Rui Costa e Chitolina não souberam montar um plantel… é a dura realidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *