Faz anos que tenho notado que o GRÊMIO não é mais o GRÊMIO dos meus tempos de guri. Aquele GRÊMIO que os adversários temiam dentro e fora de campo não existe mais.

No jogo de ontem, contra o Coritiba, o time do GRÊMIO, mais uma vez, mostrou a sua apatia. Não fossem os arcos das goleiras e o goleiro Marcelo, teria sido uma catástrofe.

No inicio do primeiro tempo, o GRÊMIO deu indícios de que faria um bom jogo. Entretanto, logo esbarrou na limitação técnica de seus jogadores e na falta de um padrão de jogo, por culpa do seu treinador e de todo o departamento de futebol do clube. Sinceramente, não acredito que durante a parada da Copa este time tenha treinado. A miséria produtiva foi tão grande, que me faz crer que os atletas e que toda a comissão técnica saíram de férias e só voltaram depois que a Copa terminou.

O clube gaúcho foi facilmente envolvido pelo time paranaense durante toda a partida. Com toques rápidos e precisos, em contra ataque, os paranaenses concluíam com perigo a gol. Por outro lado, os jogadores do GRÊMIO erravam muitos passes, nenhum dos alas conseguia apoiar com qualidade, as bolas chegavam – quando chegavam – quadradas para o Barcos. Ademais, os defensores, quase sempre, faziam ligação direta ineficiente com o ataque. O meio campo do GRÊMIO não existe. Os volantes não são do padrão que nos acostumamos em outros tempos. Os de hoje são faceiros e desprovidos de qualidade e força. Os meias de ligação conseguem nem trocar meia dúzia de passes sem errar, além de saírem em progressão mais lentos que lesma e tartaruga.

Todas estas virtudes negativas apresentadas, em campo, pelo time do GRÊMIO – por falta de treinos e, também, por má qualidade dos profissionais – continuou na segunda etapa até que o Coritiba abriu o placar.

Em um lapso de sorte, o GRÊMIO conseguiu empatar e virar o escore, graças a jogadas individuais dos jogadores Luan, Barcos e Fernandinho, os quais, até então, tinham apresentado a indolência padrão de sempre, juntamente com todo o grupo.

Como nem tudo que reluz é ouro, o time coxa branca não demorou a dominar a meia cancha, novamente, e, liderado pelo genial meia Alex, empatou e colocou, mais uma vez, o time paranaense em vantagem levando-o à vitória.

O GRÊMIO, novamente, produziu muito pouco – ou quase nada – durante toda a partida. Se existe justiça no futebol, ontem foi feita. Pois o time treinado pelo gaúcho Celso Roth dominou a grande parte do jogo e foi quem mais teve chances potenciais de gol. Portanto, a vitória foi justa e merecida.

Agora, cabe ao GRÊMIO reavaliar o péssimo trabalho que vem sendo desempenhado desde a presidência omissa até a limpeza. Sinceramente, a culpa pelo fracasso que estamos enfrentando há mais de uma década não é só dos jogadores e dos técnicos que passaram ou estão por aqui, todavia, de toda a estrutura hierárquica de futebol do clube. O futebol do GRÊMIO não existe. Cada um pensa de uma forma e, assim, a torre de babel futebolística que existe dentro do clube nos afunda cada dia mais. Em detrimento disto, estamos pagando caro pela incompetência.

& Tenho Dito.

Cristiano Zucco

Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

19 respostas a “Estamos pagando caro pela incompetência”

  • Ridículo!

    Enquanto rebaixadores que estiveram nas gestões 1991 e 2004 estiverem dentro do clube, continuaremos perdedores!

    Era previsível que Enderson não daria certo, que Pará e Werley não podiam continuar no clube. Que Zé Era e é ex jogador, que precisávamos de 2 meias e um atacante veloz e diferenciado, precisávamos de um volante jovem com vigor físico e qualidade na saída de bola…

    Os erros se repetem, a base continua sucateada e comandada por empresários.

    Rui Costa e Chitolina continuam? Então podem trazer mourinho, Felipão, Tite, Guardiola, Sabella… nada vai mudar.

  • Se os amorfos do Rui e do Chitolina continuarem não ganheremos nada, mesmo com o melhor dos melhores técnicos. O Rui no futebol nunca ganhou um grenal na vida…Logo as mudanças precisam ser de conceito também. Grande análise Zucco.
    Abraço
    Diego

  • Analise perfeita, Zucco.

    Mas no caso deste atual time a culpa é toda da diretoria que nunca dominou o vestiário e largou o time, qualificado, na mão de um total desqualificado.

    Roth, que todos conhecemos pelos inúmeros defeitos que possui, com um time medíocre (exceção é o Alex) conseguiu nos dar um banho de estratégia e competência.

    Enquanto a cada 2 anos começarmos tudo do zero no âmbito do futebol, infelizmente nossa sina será sofrer. Espero com todas as minhas forças que acabe logo este calvário que tem sido torcer para o Grêmio, mas sei também que dependendo do resultado da próxima eleição a tendência é que continue este circulo vicioso, “Do bumba meu boi, pois aquilo que os outros fizeram antes não servia”

    Que venha a renovação do clube, e que não demore muito pois nossa paciência pode acabar antes.

    Saudações Tricolores!

  • Antes tarde do que nunca, eu venho pedindo a demissão do indolente desde sua contratação equivocada e mal dimensionada.
    Precisou de uma derrota porca como essa para eles abrirem o olho, aguentamos demais goleada em GRENAL e time disperso, sem padrão e sem jogadas ensaiadas.
    pobre GREMIO POBRE GREMIO
    e tenho dito SALVE GREMIO SALVE GREMIO

  • Nada mudou. A gestão Koff é tão ruim como a do Odone. Gremista vira diretor remunerado. O Assessor não tem qualificação para representar o clube. Jogadores medianos com salários altos, jogadores da base não tem chances, 4 treinadores na gestão… cadê a filosofia de futebol?

    Parabéns pelo texto, Zucco.

  • Parabéns pelo texto Cristiano.

    Realmente, é uma incompetência generalizada no clube, principalmente em relação ao futebol.

    Sempre temos esperança, mas pelo que vemos, não existem melhoras à vista.

  • Resultados ocorrem por ações humanas! O apequenamento do G, a cada ano, é fruto das péssimas gestões de Guerreiro, Obino, Odone e Koff! Koff repete Obino em praticamente tudo, principalmente nas escolhas para o futebol! Koff está pior do q Obino! Incrível! A folha mensal do Obino era de 400.000,00; a do Koff é mais de 7 milhôes em média! E o trágico é q a semelhança da gestão Koff poderá nos rebaixar de novo! Time ruim; sem saída de jogo – zagueiros e volantes toscos e limitados – os meias sem articulação, posicionamento e velocidade e o ataque isolado por consequência! A criação incapaz saiu, mas os país de EM – Rui e Chitolina – continuarão? Gostaria de saber o quê mantém esses 2 incompetentes mas funções? Talvez saiba! Política, poder, gratidão,……? Será? Restam 26 pontos para o drama não ser pior! Pobre Grêmio!

  • Chitolina está lá porque é militante.
    Não entende de futebol, fica no cargo ” para se fortalecer politicamente ” ( sei lá o significa isso cabeça desses politiqueiros que infestaram o clube nos ultimos anos, mas tem a ver com vaidade .)
    Aparecer socialmente.. ” ser reconhecido “… é o que move essa gente
    o clube que se f**a.

    na verdade , não considero Gremistas como nós aqui, que perdemos o sono e humor com os maus ressultados. Já eles, tem ganho secundario ( ou pensar ter )do ” reconhecimento social “.. ” dar entrevistas “”.. ser requisitados…
    o Rui Costa conheço menos, mas devia sim pedir demissão, pelo bem do clube.

  • É necessário uma limpa no futebol. Quem afinal é responsável pelos jogadores e treinadores contratados e que não deram resposta?

    Antes de contratar um treinador é necessário que alinhe o dep. futebol (na minha opinião, trocar os atuais) com um pensamento de futebol.

    Que tipo de jogo se pensa para o Grêmio, ainda considerando o atual elenco? Essa pergunta é vital.

    Infelizmente, não acredito que estejam pensando nisso.

  • Exato, Cláudio! Se o G contar com dirigentes conhecedores de futebol e fortes , até a ameba do EM poderia ficar! O Róger poderia vir desde q tivéssemos um Hein, um Cacalo,…
    BIMBI: o q tem de “vencedor” esse grupo para “controlar” o futebol (com total incapacidade) e o Jurídico, além de estar no CA? Assim segue a segmentaçāo do vilipendiado e explorado Grêmio! Pobre torcida! Cómo dito: Koff é o motor responsável , más os sócios tb foram protagonistas meses 2 años de una gestāo terrível!

  • O que estão fazendo com o Grêmio?
    Tiram nosso prazer, sugam nossa energia, levam nosso dinheiro e nos dão somente tristeza.
    Que decepção o Fábio Koff, como pode um homem que foi vencedor se agarrar em gente que só traz desgosto e derrotas.
    No meu ponto de vista tirar somente o treinador é covardia, não acredito que estejam em paz consigo mesmos, rui e chitolina deveriam sair juntos.
    É por estas e por outras que estamos assim, ninguém respeita mais o Grêmio, quem comanda o futebol perdeu o respeito. Foi muito linda a entrevista ontem após o jogo, cordialidade, amizade, fidelidade e no final só quem pagou a conta foi o treinador.
    Não façam mais isto, o treinador errou… errou. Mas e nossos diretores não estão errando há horas?
    O Grêmio hoje é o clube do fracasso e nossos comandantes se fazem de bobos.
    O Grêmio Foot Ball Porto Alegrense nasceu em 1903… vocês que tocam o clube hoje não aprenderam nada com o nosso passado.
    Vocês nos dão vergonha… e derrotas.

  • Perfeita análise.
    Se continuarmos sem filosofia de clube de futebol, não adianta um trazer Messi. A coisa vai continuar na mesma.
    Abraço!
    Gustavo

  • Realmente todos estes fracassos nos últimos anos é a soma da incompetência destes dirigentes, sobretudo de suas ações comprando a peso de ouro jogadores ainda piores aos que temos na própria casa. O pior é que os contratos são longos acumulando despesas nas folhas de pagamentos mensais. Isso é admissível!!

    Além de tudo esse entulho de jogadores acaba na mão de técnicos incompetentes que não apresentam a equipe nenhum padrão de jogo.

    A base precisa ser valorizada, a chance a jogadores promissores precisa ser dada (e temos vários no grupo) e refugos de outras equipes não deveriam ser contratados (todos destas novas contratações sem exceção).

    Está desanimador ver os jogos do Grêmio hoje e nos últimos anos.

  • Instituiçāo Grêmio:
    Com os 2 nomes q vem surgindo – Romildo e Bellini – nāo vejo saída para o G. Um, político “profissional”, apoiado pelo señor ficçāo/pinóquiio; o outro já exerceu funções directivas e traz a velha cultura q diminui o clube desde 1997. Um 3 candidato piderá vir do 3 pólo feudal (Odone)! Hj minha desilusāo está tāo forte q acredito q o caminho sería
    “RESETAR” o G; começar do ZERO, espécie de licença para tratar de assuntos de interesse particular! infelizmente os 3 pólos políticos mostram-se iguais EM interesses, ações e escolhas. TALVEZ o início da reestruturaçāo fosse escolher um ou dois nomes de cada grupos- gremistas nāo acabrestados por Koff, Odone e Guerreiro- a fim de se pensar o CLUBE! Para isso, cada um desases teria de ser LEAL ao GRÊMIO, nāo a pessoas! Abc
    TREINADOR: considerando que NĀO temos direçāo de futebol – vestiário una zona – e q necesitamos de uma personalidade forte no futebol, pensó q SIM, FELIPĀO tem de ser o treinador. O G Terá um motivador, um cara experiente e com forte personalidade. Enfim, teremos comando no vestiário!

  • Infelizmente perdemos a identidade, o respeito da torcida e também dos adversários mas o que mais preocupa são as sucessivas direções e suas tomadas de decisões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *