Antes de comentarmos sobre o jogo, táticas, jogadas e substituições, vamos celebrar o fim do jejum de gols e vitórias. O gol de Giuliano encerrou o jejum de quatro jogos sem vitórias e três sem marcar gols.

O Grêmio marcou o gol logo cedo na partida com Giuliano, o que facilitou o restante da partida. Alan Ruiz, de boa partida, deu um passe para Giuliano livre marcar o gol que colocou o Tricolor no G4 neste sábado. O jogo não foi bom, assim como contra o Goiás, o Grêmio continua sem jogadas, lento e com ataque ineficiente. O lado bom foi a defesa, que não leva gol a quatro jogos.

Defesa: sólida e eficiente. O Grêmio não sofreu ameaças durante o jogo. Em nenhum momento o Figueirense chegou com perigo.

Meio campo: Os volantes foram meros burocratas com passes laterais e para trás. Fizeram o jogo ser lento. Alan Ruiz fez um bom jogo e Giuliano fez o gol, faltou colaboração dos laterais e meias.

Ataque: É o problema do time. Luan carrega demais a bola e não produz. Barcos continua apagado. É o setor onde o treinador precisa corrigir urgentemente.  As últimas vitórias do Grêmio aconteceram com gols de meio campistas.

Vale destacar a grande presença da torcida tricolor em Floripa(onde tem a maior torcida também). A maior torcida do sul do país fez sua parte e copou o Orlando Scarpelli. Agora todos à Arena domingo às 18h30min contra o Coritiba. O Tricolor precisa do apoio de sua fanática torcida. Que a direção continue com as promoções (se puder, baixar mais o preço do nível gramado).

Dalhe Grêmio

Denis Almeida
@denisfpalmeida
Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

16 respostas a “Enfim, a vitória e os três pontos”

  • Só temos que comemorar a vitória!

    O time é uma bagunça. Não temos padrão tático, as alterações são bizarras e não temos jogadas. Mini-temporada no lixo!

    Enquanto Rui Costa, Chitolina e alguns membros que rebaixaram o Grêmio em 2004 continuarem na administração do Grêmio, nada vai mudar!

    O treinador é a cara de seus gestores.

    Os jogadores são os menos culpados por esse momento.

  • Faltou falar sobre o treinador, que mais uma vez, foi cagão e óbvio.
    Não criou nada de novo, quando o Grêmio poderia ter produzido mais, contra o Figueirense estava com um homem a menos.

    Tirando isto, no primeiro tempo, a equipe se postou, com destaque para o Saimon, que jogou uma bela partida.

    No segundo o time foi mal coletivamente, mas o que importa são os 3 pontos.

    Da-lhe Grêmio!!!

  • Denis,

    Como o título do texto, enfim, a vitória e os três pontos. Pois, foi o que valeu. O Grêmio jogou mal mais uma vez.

    Sem mecânica de jogo, sem padrão, sem jogadas, e hoje ficou nítida a movimentação equivocada dos nossos homens de ataque.

    Para vislumbrar algo mais neste campeonato e no restante do ano, é preciso melhor muito.

    Texto com ótima análise.

  • Fica complicado para o torcedor gremista ter um perspectiva de um futuro próspero no campeonato já que, mesmo após as contratações, o time continua apresentando o mesmo futebol do ano passado, o qual nos faz almejar no máximo o segundo lugar na tabela. O Grêmio está baseando suas vitórias mais no erro dos adversários do que no mérito de seus atacantes. Novo ano, novas contratações mas os problemas continuam sendo os mesmos!

  • Denis,

    Realmente esse foi o jogo. De bom as atuações dos dois zagueiros, de Alan Ruiz e Giuliano. E, claro, os 3 pontos.

    Atuação rasa de um time sem treinamento e apavorante pela pressão sofrida no segundo tempo, quando nem tendo um jogador a mais o time conseguiu acalmar o jogo ou encaixar um contra-ataque rápido e ensaiado, já que era essa a proposta do “treinador”.

    Impossível não lembrar da Copa do Mundo e da seleção da CBF. Vencemos um candidato ao rebaixamento (um time sofrível esse Figueirense) com as cuecas na mão.

    E aí pergunto: Qual será o time que nos vencerá por 7 a 1?

    Abraço.

  • Baita avaliação, Denis. Olha, a miséria de resultados é tanta, a mesmice e a inércia são tantas, que esse 1×0, fora, foi goleada. Mas que a vontade de meter o pé neste vestiário e explicar meia dúzia de coisas pra esses mocorongos (não me refiro só aos jogadores) continua, a sim, continua…

  • Muito bom post em Denis Almeida, na minha análise o ponto positivo foi a defesa ele até que em fim afastou o brucutu maquiado UÉRRRLEI do time aí vamos jogar mais seguros.Para complementar acho que temos que dar uma sequencia de cinco jogos para o Lucas Coelho POIS ESSE BARCOS JÁ LARGUEI POR QUEBRA, TROCAR O tecnico INDOLENTE Urgente.
    Salve Gremio Salve GREMIO.

  • Boa análise, Denis.

    Mas precisamos de muito mais para ganhar o campeonato. Não nos enganemos novamente com esta vitória e a entrada no G4. Já vimos este filme…

    Abraço!
    @Gus_Franco

  • Este esquema 4 2 3 1 não funciona e não vai funcionar com estes jogadores. Sem falar que está matando o ataque e nosso meio é um latifundio para ramiro e riveros. Estamos correndo sério risco de levar uma goleada logo… logo.
    Seguimos com cara de rui, chitolina e enderson.
    Sem falar no preparo físico, fabio masereijan sempre fez seus times voarem em campo… aqui no Grêmio está uma lenta. Será que é mais um profissional que chega no Grêmio e afunda?
    Amanhã ele vai embora e decola em outro time, que sina a nossa, no Grêmio, campeão passa a ser perdedor.
    Só quero ver se o Saimon na lateral esquerda cruzar uma bola para gol antes do grande pará…
    Seguimos na dinastia dos PERDEDORES!!!

  • Parabéns Denis,

    O título do texto traduz fielmente o que foi o jogo.
    Cheguei a comentar no sábado que até quando o Grêmio ganha ele me irrita…jogando contra um time sério candidato ao rebaixamento, contra 10 e morrendo de medo de levar um gol. Quando o Grêmio irá se impor? Passar confiança?

  • Amigos, a ANA sintetizou o que falta “principalmente” (além de Técnico, organização, padrão, SUOR,….) ao futebol do vilipendiado Grêmio: ALGUÉM METER O PÉ NA PORTA (nas mesas, nas banheiras de hidro,…) DO VESTIÁRIO. Carrego, há tempos, o rótulo de pessimista, isso quando não da “mesmice”. SIM, reconheço tais defeitos: pessimismo e teimosia em falar e ou escrever a mesma coisa (há quase 15 anos). Fazer o quê? Talvez resignar-me, fechar os “olhos” e seguir o “cabresto”. Amigos do Prata, está EVIDENTE que não temos TREINADOR (Direção? Não falarei/escreverei mais, pois os dirigentes atuais beiram ao “ridículo”; ao trágico). Assisti ao 1 tempo do SCI: e não é que até o Abel criou jogadas ensaiadas (o 1 gol surgiu por uma delas). O Abel, q tb não é treinador, conseguiu estudar, pensar e criar jogadas. E esse “bom rapaz” EM , em quase oito meses, não apresenta absolutamente NADA!!! Gostaria que meus comentários, a cada jogo, não se resumisse a um “ctrl C – ctrl V”; que o Grêmio apresentasse algo próximo de um bom e organizado futebol (não há compactação, não há padrão, não há sequer vontade de jogar…..). Enfim, feliz pelos 3 pontos, mas apavorado com o PÉSSIMO FUTEBOL e pior: sabedor que esta Gestão levará o clube para mais um degrau abaixo em termos de “grandeza institucional”. Tudo explicado por escolhas erradas e pelo sentimento de EU MANDO, EU FAÇO, EU ESCOLHO, EU FERRO…….
    Koff e seus 3 patetas talvez consigam algo inimaginável: NÃO VENCERÃO UM ÚNICO GRENAL EM DOIS ANOS DE GESTÃO!!! A torcida, os sócios, têm de agir!!!

  • Boa analise Denis, todo time começa pela defesa, vai ser o nosso trunfo, não acredito muito em Enderson, mas eu acho que alguns jogadores lhe faltam embocadura, e isso se pega jogando, e depois que pegar o time vai melhorar mais um pouco, sempre é bom lembrar que uma contratação tem que passar por um período para se adptar e tal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *