Há 30 anos, o Grêmio conquistava a 1ª  Libertadores da América. Depois de um empate de 1 X 1, com o Peñarol, no Estádio Centenário, no Uruguai, a grande final ocorreria no dia 28 de julho de 1983, no Olímpico, em Porto Alegre.

A equipe de Valdir Espinosa saiu na frente aos 10 minutos do primeiro tempo com um gol de Caio. A equipe uruguaia empataria aos 25 minutos do segundo tempo, com Morena. Mas aos 32 da etapa complementar, Renato, na linha lateral, prensado pelos adversários, levantou a bola e deu um balão para a área, o centroavante César, que havia entrado no lugar de Caio, voou para o cabeceio, 2 a 1 Grêmio.

O trunfo sobre os uruguaios permitiu ao Grêmio a disputa do Mundial Interclubes, em Tóquio, no Japão, contra o Hamburgo, da Alemanha. O Tricolor conquistou o Mundial, com um empate no tempo normal e um gol de Renato, nos três minutos do primeiro tempo da prorrogação.

 

Confira abaixo, o longa-metragem, Nós Somos Campeões da América, produzido pelo Grêmio do Prata:

Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

2 respostas a “Há 30 anos, Grêmio conquistava a América”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *