(Obs –  material de 2012 – para fins de consulta e conhecimento da linha do tempo do Grêmio do Prata)

É possível conciliar futebol com uma administração de ponta. Basta setorizar o clube e criar equipes com conhecimento da área. Chega de amadorismo no Grêmio, aonde quem assume os departamentos são os mais amigos e não os mais capazes.

O departamento de patrimônio do Movimento Grêmio do Prata elaborou um profundo estudo sobre a atual situação do patrimônio tricolor, chegando a uma única conclusão: o abandono é notório. Por isso, foi montada uma equipe especializada para criar um projeto completo para as sedes na Ilha Grande dos Marinheiros, no Cristal e no CT de Eldorado.

Ilha Grande dos Marinheiros (Projeto com 1ª fase já implementada em 2016)

Situação atual (em 2012):

A sede encontra-se completamente abandonada. Um dos campos encontra-se sem grama e em desnível, enquanto o outro está dentro da água. Os vestiários e banheiros estão completamente largados. Não existe bar nem restaurante.

Por meio de pesquisas, está provado que menos de 5% dos sócios do Grêmio sabem da existência da Sede. Novas regras impostas aos sócios limitaram a sua utilização apenas ao verão.

Projeto:

  • Atrair novos sócios, profissionais e contribuintes do clube para a Sede Recreativa que atualmente encontra-se parada, sem utilização e deteriorando-se por falta de manutenção e de investimentos;
  • Restauração das edificações e das estruturas já existentes na área (vestiário, banheiros, churrasqueiras e campo de futebol);
  • Construção de piscinas;
  • Exploração dos aspectos paisagísticos, esportivos e de lazer do recurso hídrico (Lago Guaíba);
  • Construção de Marinas para posterior locação, gerando renda extra para o espaço (estima-se que 100 barcos podem gerar receitas de até R$ 100.000,00 por mês);
  • Criação de espaço Gourmet e Cultural com fotos e registros históricos do clube;
  • Construção de um salão de festas para locação dos sócios. Pode ser usado para casamentos, formaturas, etc.

Cristal

Situação atual:

Atende uma demanda de cerca de 1200 alunos e um público de aproximadamente 100 mil pessoas que frequentam o local no período de atividade da escolinha que ocorre de março a dezembro. As condições não condizem com a demanda e carece de infraestrutura.

Projeto:

Propomos a verificação da atual situação do projeto de aterro previamente aprovado, mas que não foi tocado adiante. O projeto atual para o local prevê a criação de um clube, com marina, quadras poliesportivas e piscinas.

Existe um projeto de construção de um departamento de náutica com estrutura para o convívio social e a prática de esportes náuticos. Seriam disponibilizados garagens para lanchas, botes infláveis, hangar para monotipos, windsurf, stand up paddle e marina para veleiros

O aluguel das garagens e equipamentos (somente para sócios) seria suficiente para sustentar o clube e ainda traria um acréscimo no número de sócios interessados em utilizar as dependências do clube.

Um restaurante panorâmico na beira do Guaíba com vista do por do Sol seria outra atração do local.

A captação de recursos pode ser feita buscando parceiros, principalmente, empresas esportivas e restaurantes, além de utilizar a área para exploração de marketing.

CT de Eldorado

Situação atual:

Situado no município de Eldorado do Sul, o terreno em estudo está a 12 km distante do centro da capital gaúcha. Seu traçado viário se estrutura a partir da BR-116. No entorno imediato do sitio, a ocupação é predominantemente rural, apresentando apenas uma pequena área de edificações de classe média baixa bem próxima à rodovia. Percebem-se também grandes áreas verdes sem nenhuma edificação no entorno imediato.

O Centro de Treinamentos conta atualmente com nove campos. O principal deles comporta jogos de campeonatos das Categorias de Base do clube. Este campo conta com arquibancadas com assentos parcialmente cobertos em um dos lados.

Os campos estão em ótimo estado, entretanto ainda inexistem os alojamentos e os refeitórios. Os vestiários, o departamento médico e a sala de imprensa são primitivos.

Projeto:

Para atrair os atletas das categorias de base dos outros clubes é imprescindível que sejam feitos pesados investimentos na infraestrutura. O projeto prevê a criação de uma relação entre o existente e o novo, fazendo uso da natureza existente também. A captação de recursos pode ser feita buscando parceiros e empresários, além de utilizar a área para exploração de marketing.

  • Pórtico de acesso / Setor de serviços – Entrada de veículos e pessoas, refeitório e área comum para funcionários, lavanderia, depósito de materiais, depósito dos equipamentos de manutenção dos campos, área dos seguranças, vestiário dos funcionários.
  • Administração / Centro médico – Piscina de recuperação, hidromassagem, vestiários, saunas, academia, sala de imprensa, sala de massagens, sala de recuperação de lesões, fisioterapia, sala de exames médicos e odontológicos;
  • Alojamentos / refeitórios – Alojamentos e refeitórios modernos com área comum de lazer.

A partir deste estudo, montamos um PROJETO de melhorias e sugestões para serem aplicadas em caráter de URGÊNCIA pela próxima administração que assumirá o GRÊMIO. Colocamo-nos a disposição para, juntos com os POUCOS competentes e interessados que estão dentro do clube, ajudar O GRÊMIO. Queremos trabalhar pelo GRÊMIO e resgatar a essência e identidade que o clube perdeu em detrimento das más gestões dos últimos anos. Queremos devolver para o maior patrimônio do clube, que é o seu torcedor, a emoção e o orgulho de ser GREMISTA”

(Cristiano Zucco)

Portanto, insistindo na parceria entre Grêmio e iniciativa privada, acreditamos poder conceder ao associado Gremista, além do futebol, outras formas de desfrutar as estruturas do clube e, assim, fidelizar ainda mais nosso torcedor.

Bruno Pogorelsky
Coordenador do departamento de patrimônio do Grêmio do Prata

Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

14 respostas a “Recuperando o patrimônio”

  • Ja li e olhei esse projeto nos seus detalhes. Está realmente digno da grandeza do Grêmio.

    Posso afirmar que pessoas bem qualificadas elaboraram, nesse projeto, o que fazer, por que fazer e como fazer. Isso é muito importante. Mostrar os problemas e apresentar as soluções.

    Parabéns, gurizada!

  • Não sei o motivo pelo qual o Grêmio não voloriza o seu patrimônio, é uma pena, seria muito legal poder usufruir de áreas como a ilha ao longo do ano.
    Parabéns pelo projeto.

  • Mais uma ótima iniciativa do Grêmio do Prata. Não conheço a ilha, mas pelos relatos é muito mal aproveitada. Poderiam depois de reformada, com piscinas e melhor estrutura, criar um camping para os sócios aproveitarem o final de semana, e no verão, com maior demanda, com o clube colocando ônibus à disposição no verão, em determinados horários, tipo saídas as 8 h e 9 h e retorno as 18 h ou 19 h. Até mesmo o catamarã da prefeitura poderia ter um ponto de parada na ilha do Grêmio, seria mais um atrativo.

  • E isso que ele nem comentou o clube do remo, que inclusive já fora citado seu projeto. E se o torcedor puxar na memória, muitos outros patrimônios foram perdidos e que eram de grande proveito do seus associados. Ex.: piscinas, a mosqueteiro, etc. Não podemos deixar o GRÊMIO vira um time de futebol apenas, mas sim retomar sua característica de CLUBE para seus associados, pois é uma associação, cujo futebol é o seu principal segmento.

  • Eu ainda não conheço o CT de Eldorado. Porque o Grêmio não chama seus sócios a conhecer seu patrimônio?

    Belo o projeto do Grêmio do Prata. Somos mais que um time. Somos um CLUBE! E para um clube, precisamos melhorar muito nosso patrimônio.

  • Parabéns pelas varias iniciativas que estão tomando.
    Estas declarações que só divide e nada agrega é que entristece o torcedor.

    …Colocamo-nos a disposição para, juntos com os “(POUCOS competentes)” e interessados que estão dentro do clube,…

    • Paulo, numa gama de 300 e poucos Conselheiros, na minha opinião, são realmente poucos que querem ajudar e contribuir com o clube.

      E, quando digo poucos, cito uns 50 no máximo. Basta ver o número de Conselheiros faltosos nas reuniões, sendo muitas delas abaixo do quorum necessário.

      Por isso, não é uma frase desagregadora, é provocativa mesmo. Talvez, surta algum impacto e os desinteressados comecem a se tocar que, se não trabalharem pelo Grêmio, perderão espaço.

      Abraço!

  • Mas que maravilha de estudo e melhor ainda nossos projetos. O GRÊMIO precisa é disto mesmo: vontade, capacidade e competência associadas a um enorme GREMISMO. Assim é este grupo, assim administrará o GRÊMIO e assim seremos novamente um grande clube. dale GRÊMIO DO PRATA! dale GRÊMIO!

  • Sou sócio desde 2010 e nem sabia deste patrimônio na Ilha dos Marinheiros. Na verdade não sei qual o patrimônio do Grêmio como um todo. Ótimo trabalho do Grêmio do Prata.

  • O Grêmio possui em seu patrimônio um recanto para os associados e família perto de Porto Alegre que está desativado por falta de gestão do patrimônio. A preocupação do clube é somente com o futebol e por isso não angaria mais sócios, ou seja, não há retorno para o associado e família que não seja o futebol.
    A Ilha do Grêmio além de proporcionar aos sócios no verão um local de lazer e descanso, pode ser sim um local de renda, cobrando ingresso aos não sócios com valor mais expressivo, obrigandoassim aos que desejam frequentar o local a se associar ao clube, podendo também ganhar com a venda de bebidas, alimentação e mantendo a manutenção do local .Na ilha poderia ter aluguel e aulas de Paddle, windsurf, kate-surf, em parceria com outras empresas, colocar patrocinadores, etc.. Isto se chama gestão e o marketing tem que trabalhar em todas as esferas do clube para atingir todas as camadas de associados e não somente os que compram picolé em aeroporto.
    O Grêmio é grande e tem que pensar grande, divulgar a ilha(nem no site informa que está desativada), o nosso arqui rival tem o Parque Gigante, que é um atrativo para se associar e este é um dos motivos de o número de sócios deles ser o dobro do nosso, pois sócio não quer somente futebol e isto para nós gremistas não nos enchem os olhos há bastante tempo.

    Pensem…

    Alexandre Nitzke

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *