Nesta semana que passou ocupamos a maior parte do tempo e do espaço aqui no site lamentando os equívocos do finado ano de 2011.

Falamos bastante sobre a importância do planejamento e da gestão no futebol, tratou-se também da forma como as negociações com os profissionais estão sendo conduzidas ultimamente, da decepção com o resultado que vemos em campo, da desolação que aflige o torcedor, tudo isto sem esquecer da urgência do resgate do estilo Gremista de jogar futebol, da recuperação da nossa identidade peleadora.

Pois é, temos assunto suficiente para muitas páginas quando os temas são os listados acima. Mas esta semana não há nada mais importante do que o próximo jogo.

Vamos interromper a pré-temporada pra disputarmos o jogo que é bem mais do que uma partida de futebol. Estará em campo a centenária rivalidade entre o Grêmio e aqueles que um dia sonharam (e ainda sonham) em se tornar o Grêmio. Sim, esta é a mais pura verdade. Desde os primórdios do futebol nesta capital existe o Grêmio, o resto veio depois para ser uma eterna tentativa de se igualar ao Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense.

Domingo vamos novamente até o terreno invadido no aterro da beira lago para desfilar com orgulho nossas cores diante de olhares de ódio e admiração que nos acostumamos a ver ao longo de nossa história. Inegável que ao avistar os bem fardados oficiais tricolores, nas suas inconfundíveis vestes em azul, preto e branco, os olhos daqueles que são simples mortais não conseguem esconder a inveja que sempre norteou suas atitudes.

Como bem canta a Geral, eles seguem sempre nos imitando.

Mas igual ao Grêmio só o Grêmio. E é apenas isto que queremos para o domingo que se aproxima: Que o Grêmio seja o Grêmio, o velho Grêmio, o Tricolor Imortal.

Não importa quando ou onde, não importa o resultado, quem vai classificar para o que, se o treinador fica, se a direção continua só pensando na obra e no palanque, qual jogador vem e qual vai embora, nada disso é importante.

É o jogo dos que somos contra os que querem ser.

E se somos assim não é por acaso! Está escrito!

Somos o Grêmio!

Boa semana a todos!

Rinaldo Penteado

Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

2 respostas a “O jogo dos que são contra os que querem ser”

  • Rinaldo..E´tudo papo furado..tu tambem e´igual a eles.Qual o resultado final ? 1 x 0. entao e´isso o que somos? Perdedores? Tu e´igual a eles também!!

  • João,
    O resultado de ontem não muda em nada a essência do Grêmio, nem a nossa paixão pelo tricolor.
    Vamos continuar sendo o clube mais imitado pelos morangos.
    Escrevi o texto na condição de torcedor que sou e sempre serei, não importa se o momento é bom ou ruim. Não somos torcedores de ocasião como eles que quando passam por maus momentos abandonam o clube e nem falam de futebol.
    Quero que saibas que tua indignação também é a minha. As últimas gestões tiraram do Grêmio suas principais características. É contra isto que lutamos. Por isso estou nessa e procuro fazer alguma coisa, mesmo correndo o risco de ser criticado e incompreendido em alguns momentos. Queremos ver o Grêmio como ele sempre foi e deve ser: forte, brigador, temido e vencedor!
    Temos que resgatar nossa identidade!
    Compreendo e agradeço teu comentário.
    Um abraço.
    Rinaldo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *