O que precisa mudar

créditos:  Mauro Schaefer

O GRÊMIO do primeiro jogo da semifinal do Gauchão não foi nem metade do GRÊMIO esperado pelo torcedor. Teve sérias dificuldades para fazer um gol no Novo Hamburgo e não conseguiu evitar de levar. Empate em casa em 1×1 é um resultado ruim para quem pretende ir à final do campeonato. Se há alguma coisa boa a se tirar desta partida, é o entendimento da fragilidade do nosso meio campo, principalmente na zona de volância. Este setor do GRÊMIO não tem imposição física, não tem grande aptidão na marcação, e a saída de bola depende única e exclusivamente da vontade do Maicon de jogar. Neste jogo, o Ramiro, que deveria ficar mais atrás, constantemente se lançou ao ataque – principalmente após fazer o gol – deixando uma enorme lacuna na frente da zaga. O que habilitou a equipe do Novo Hamburgo a fortes envestidas e, finalmente, com um chute de fora da área, empatar. E poderia ter aumentado o placar a seu favor, mas também não teve a competência.

Que tenha servido de lição. Em L.A. não teremos perdão, pois os times Sul Americanos não perderão gols feitos. Outra carência extravagante é a lateral esquerda. Precisamos contratar urgentemente um jogador seguro, veloz e forte para esta posição… a exemplo do Edilson na direita. Marcelo Oliveira faz uma boa jogada, como o lançamento para o gol do Ramiro, para quinze presepadas. As deficiências dele, prejudicam demasiado nossa zaga que, se não tivesse o Kannemann por este lado, seria a porta de entrada para qualquer adversário deitar e rolar. No ataque, Pedro Rocha perde muitos gols. E em decisões estes gols fazem muita falta… decidem um campeonato. Barrios tem que entrar antes e jogar mais tempo com o Miller. E a bola tem que chegar mais neles. Estes são nossos jogadores decisivos, mas se tiverem que voltar para buscar a bola as chances de efetividade diminuem tremendamente.

A marcação alta que fez o NH, deveria ter sido feita pelo GRÊMIO. A vantagem que gostaríamos de levar para o Estádio do Vale não se concretizou. Temos obrigação de vencer este próximo confronto com o Novo Hamburgo. E com todo o respeito ao time de melhor campanha no primeiro turno do Gauchão 2017, o GRÊMIO, pela sua história, pela sua grandeza, não pode se acadelar e apanhar quieto enquanto vê um clube de menor expressão tomar conta do jogo com maior força física e mais resistência – preparo físico do GRÊMIO está aquém do que deve ser.

No meio da semana temos COPA. E que todos estes pontos negativos apresentados contra o NH sejam corrigidos pelo Renato. E para próxima fase, se nos classificarmos, a direção de futebol do GRÊMIO tem o dever de contratar um primeiro volante com todas as características que esta posição exige. E também um lateral esquerdo! Isto, para ficar somente nas posições onde os problemas são mais gritantes. Para levarmos esta taça, inevitavelmente teremos que formar plantel de qualidade. Inevitavelmente teremos que jogar muito mais do que estamos jogando. E o comprometimento de Direção, Comissão Técnica e jogadores tem que estar no mesmo nível. Confio no Renato! E sei que enfrentará as dificuldades impostas a ele com Força, Aguerrimento e Bravura.

Aguante GRÊMIO! Queremos a COPA!

Ana Vilches
@anagremiovedder

One Response to O que precisa mudar

  1. Rogerio Morim disse:

    Ana e sua lucidez para ver um jogo de futebol…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *