Desde o início do Projeto Arena, o Movimento Grêmio do Prata externou sua preocupação em tentar proteger, ao máximo, o Clube de eventuais prejuízos decorrentes de uma parceria desta magnitude. Isso, independente da empreiteira que assumisse a construção e gestão de nossa nova casa.

Ainda sem representantes no Conselho Deliberativo do Grêmio, o Movimento tratou de manifestar-se por este site e em programas de rádio a sua posição. Para colaborar de modo mais efetivo, o Grêmio do Prata realizou ações concretas visando à proteção do Grêmio e do Associado.

Ainda em 2010, o então presidente da Grêmio Empreendimentos, Sr. Adalberto Preis, foi convidado a dar uma explanação sobre o negócio Arena e responder dúvidas dos integrantes e demais torcedores.

Mais tarde, com 38% da obra concluída e preocupado com a ausência de transparência nas informações, foi protocolado em 18 de novembro de 2011 um ofício endereçado à Presidência, requerendo:

1) Memorial descritivo da Arena (as condições em que Arena deverá ser entregue ao Grêmio para o Aceite);
2) Orçamento da Obra;
3) Plano financeiro do Projeto (Naming Rights, Patrocínios);
4) um quadro comparativo, de forma clara e objetiva, sobre as mensalidades dos Sócios (valores e localização dos sócios dentro da Arena).

Ver Requerimento na íntegra

Em ofício assinado por Eduardo Antonini e Cristiano Koehler, o Grêmio respondeu que as informações pedidas não poderiam ser disponibilizadas por se tratarem de competência exclusiva dos órgãos do Clube.

Ver resposta na íntegra

Após inconformidades vistas e relatadas quando da inauguração da Arena e incidentes ocorridos no Jogo contra a LDU, no dia 30 de janeiro de 2013, o movimento recolheu imagens que comprovavam não só problemas estéticos, mas principalmente de segurança dos torcedores e encaminhou em 01 de fevereiro, um novo ofício à Presidência para que então de conhecimento, providências fossem tomadas;

Ver Ofício

Passados 18 dias, ainda não recebemos resposta da Direção.

Voltando a ressaltar o fato do Grêmio do Prata ainda não possuir representantes no Conselho Deliberativo, o Movimento solicita que este órgão do Clube exerça uma de suas importantes funções: fiscalizar e cobrar incansavelmente para que sejam protegidos os interesses do Grêmio Foot-ball Porto Alegrense, de seus Associados e de seus Torcedores, para que, assim, de fato, a Arena seja nossa casa e motivo de orgulho, assim como foi e é o Estádio Olímpico monumental.

Ivo Pacheco
@ivopacheconeto
Coordenador Geral do Movimento Grêmio doPrata
Cadastre-se para receber nossas atualizações

Não se preocupe, não enviaremos spam

23 respostas a “A luta pela Arena”

  • Ao Grêmio do Prata.

    O Movimento Grêmio Independente, que presido, tem as mesmas preocupações do Grêmio do Prata no que tange à Arena e os desdobramentos dos negócios entre Grêmio, Arena Porto Alegre e Construtora OAS.

    Por esse motivo, ainda no final do mês de janeiro deste ano, o MGI protocolou requerimento ao Presidente Raul Régis de Freitas Lima solicitando a imediata convicação de reunião do Conselho Deliberativo, com vistas à apresentaçao, pela autal gestão, de relatório sobre essas e outras questões levantadas.

    Solicitou, também, que a Gestão apresente suas considerações sobre a “avalanche”, mas, principalmente, sobre os direitos da categoria de “sócio-torcedor”, que restaram diminuídos por conta da utilixação da ARENA.

    Fico à disposiçao para levar ao Conselho Deliberativo as dúvidas e questionamentos do Grêmio do Prata.

    Um grande abraço.

    • Feliz em saber que foram solicitadas informações acerca da categoria “sócio-torcedor”. Tenho insistido que, da forma que está, em 20 anos de parceria, acabar-se-á com a tão cara cultura de associar-se ao seu clube criado nos últimos anos fortemente aqui no sul, tendo sido o Grêmio pioneiro na ideia (ao que me lembro). Mais: isso resultará na “morte” política do clube. “Sócio-torcedor” esta fadado à extinção. O processo democrático do clube, em pouco tempo, estará adstrito à categoria “ESTANQUE” dos sócios-patrimoniais que migraram e que, evidentemente, representam ínfima parcela da grandiosa torcida do Grêmio. Quero e anseio que minha filha, hoje com 02 anos de idade, ao atingir sua maioridade possa, ainda, dizer-se sócia do Grêmio e que este sentimento esteja culturalmente insculpido em sua alma. Abraço.

      • Carlos
        Este é outro importante ponto. A categoria Sócio Torcedor foi sucateada. O sócio do interior também foi desprezado.

        As promessas ditas insistentemente de que os direitos dos sócios seriam mantidos, não foram cumpridas.

        Algo precisa e será feito. Ou então voltaremos a ter 10 mil sócios.
        ME PERGUNTO SE NÃO É EXATAMENTE ISSO QUE QUEREM??!! Tudo indica que sim…

        Abraço

        • Concordo plenamente com o Carlos e com o Ivo.

          Primeiramente acabaram com o sócio do interior.
          Agora acabaram com o desconto de 50% do sócio torcedor diamante, válido apenas para a GERAL. Esta direção em conluio com a arena quer que todos nós deixemos de ser sócio. Estão conseguindo, estou quase me desassociando, caso a ARENA EMPREENDIMENTOS continue sem nos dar o desconto para as demais dependências do clube. Para qual a finalidade que nós gremista do interior temos de continuar pagando se nem desconto nos jogos que vamos (talvez 4 5 por ano)nos temos.

  • Entendo a preocupação com relação a Arena mas algumas considerações tem que ser lembradas.

    Houve uma apuração nas obras para que Odone inagurasse a Arena em seu mandato. Óbvio que houve, e garanto que qualquer um, eu disse qualquer um destes eternos candidatos a presidente do Grêmio fariam o mesmo. Por que eu sei disso? pq transformara o Grêmio em uma entidade política, e político faz isso.

    O que não pode acontecer é não responsabilizarem ninguém pelos erros cometidos diante dessa “apuração” das obras.
    O GP sabe mais do que ninguém o corporativismo existente em nosso CD e acobertar irresponsabilidades parece estar nas entranhas deste Conselho que já não sei pra que serve a quem servem.

    Antonini e a OAS deveriam ser cobrado por esses “enganos” cometidos na obra. Odone deveria ser responsabilizado pelos prejuízos aos sócios por esses erros todos inclusive a indenizações. Koff tem que ser cobrado para que trate a Arena como a casa do Grêmio e não como uma obra do Odone, e encaminhar as soluções destes problemas pois ao vencer a eleição tem que assumir o bônus e o ônus desta conquista.

    A Arena é um caminho sem volta e se as picuinhas políticas continuarem a minar tudo no Grêmio o Grêmio quebra. Quebrando o Grêmio onde esses pavãozinhos vão mostrar seus rabos?

    • Flavio
      Teu comentário é sensato, assim como todas as vezes que se manifesta por aqui.
      Um contrato desse porte, se não for tratado com transparência,seriedade e colocando os interesses do Clube e da torcida/sócios em primeiro lugar, pode sim levar a grandes prejuízos.

      abraço!

  • Tem horas que tenho vergonha de ser gremista, pois nos parece que tem muita coisa debaixo dos panos. Senão vejamos: porque tanta pressa para sua inauguração, porque estes questionamentos não são respondidos. O que era para ser “remendão”, vai se tornar reforma e nós um estádio novo caindo. Sou Engenheiro e não entendo os colegas da “AOS”, porque não copiaram e adequaram as normas da Fifa o muro que sustentou por tanto tempo a avalanche

    • Se você é Engenheiro deve saber que estas empresas colocam materiais de péssima qualidade para ter um lucro maior, pagam mal seus funcionários, olha a mureta do quarto pavimento que coisa ridícula aquilo, as escadas estão se desmanchando, os corrimões tudo enferrujados, e os banheiros as tubulações expostas, da até pra tirar com a mão! e fora da Arena não tem uma lixeira,acredito que em um ano fica pronta!

  • Cumprimentos ao esforço do Grêmio do Prata na insistente e constante defesa do clube e de seus associados, únicos legítimos donos do Grêmio!
    Difícil, amigos do Prata! Muito difícil dirigir-se de forma contrária ao “senso comum”! A Arena é linda; minha emoção ao entrar pela primeira vez está gravada em vídeo! Mas a emoção que sinto pelo Grêmio (ao olhar diariamente sua camisa) é infinitamente superior a qualquer sentimento coadunado à sua sede! O GRÊMIO É “ALGO” MUITO SÉRIO!
    Todos que, de uma forma ou outra, relacionam-se com ele têm o dever de agirem com responsabilidade, ética e espírito coletivo!!!! Cumprimentos ao Prata!!

  • Não é possível se sentir em casa na arena, uma vez que sempre foi tratada como um negócio em todas as formas… é possível perceber isso através das declarações do Presidente Fábio Koff em sua avaliação em vistas do contrato e, também, as declarações do próprio advogado da Arena Portoalegrense em afirmar que a Arena é uma casa de espetáculos e que, QUANDO o GRÊMIO a utilizar é dele toda a responsabilidade sobre a segurança, etc.

    O único que não foi pensado na construção desse empreendimento foi o associado, uma vez que não foram estabelecidos as vantagens e os benefícios que seriam mantidos e que seriam implantados. Apenas se verificou os valores de mensalidades e ingressos a fim de cobrir os custos e os lucros a serem obtidos.

    A arena está totalmente incompleta em estrutura e serviços, então os valores também não deveriam ser integrais…

    O GRÊMIO associação caminha para ser GRÊMIO empresa, onde seus associados não serão mais associados… o GRÊMIO caminha para ser uma empresa com acionistas, onde o produto é gerado para criar lucros aos seus acionistas…

    Quem é que torce para a Gerdau? Quem é que torce para a Vonpar? Quem é que torce para a Renner? Eu não vou ser torcedor de empresa…. quero ser torcedor de uma associação, onde eu faço parte do corpo, onde eu tenha condições e opções de entretenimento, onde o patrimônio seja direcionado aos associados e não para apenas alguns donos!

  • Acredito que o maior culpado de tudo isto seja esta dita chamada “Torcida do Grêmio”. Forte em rede social e ao mesmo tempo franca em assumir sua responsabilidade. Aqui muitos já colocaram a sua cara a tapa(literalmente) em defesa do nosso clube. Mas num universo de 7 milhões somos quantos mesmo? No máximo uns 500. Eu vi meu titulo patrimonial de 1980 ser pulverizado este ano. Agora sou cliente da OAS. Acabou o clube. Ficou só um escudo com uma camisa para eu torcer. Só espero que eles não mudem isto também. Em dezembro de 2009 estavamos em quantos mesmo na maldita reunião do conselho que definiu tudo isto que está acontecendo hoje? Poucos né.. E são os mesmos hoje que continuam correndo atrás de um moinho de vento para defender o que um dia foi um Clube.

  • A QUESTAO ARENA / SEGURANCA . e so COLOCAR BARRAS ATE O FINAL e FAZER 1 MURRO duplo DESDE SUA BASE e AINDA COLOCAR UMA PROTECAO FAZENDO PRESSAO contra ( PARA NAO CAIR , PRA FRENTE / CAMPO ok ) . E EXCLUIR OS BADERNEIROS UNS 4/6 MESES DA ARENA .

  • Misturaram política com esporte, no caso futebol, o clube Grêmio está com os mesmos vícios da política brasileira, muitos interesses pessoais e pouco Grêmio.
    Na política brasileira quanto mais burro e analfabeto o povo melhor para os políticos, no Grêmio quanto menor o número de associados fica mais fácil de manipular uma eleição.
    Sou do interior e conheço muitas pessoas que estão deixando de pagar as mensalidades, gente que tinha poder de voto e vai perder, pois eu vou seguir pagando a mensalidade para nas próximas eleições votar em gente que leve o Grêmio em 1º plano, ESTÁ NA HORA DE VOTAR EM GENTE QUE DEFENDA O GRÊMIO, DEFENDA A TORCIDA.
    SOU GRÊMIO, NÃO SOU oas!!!!!!!!

  • Sei que o Prata sempre teve “o pé atrás” com esse “negócio” entre Grêmio e OAS. Por isso admiro a coerência do movimento. Lamento que grande parte da torcida, deslumbrada com a tal arena, só agora esteja se dando conta do descaso com que a torcida do Grêmio está sendo tratada e dos prejuízos que o CLUBE Grêmio poderá ter, ficando refém da OAS/Arena Porto Alegrense. Obviamente a “parceira” vê o futebol como mais uma fonte de lucro e USOU o Grêmio para entrar neste mercado. O Grêmio, ou melhor, aqueles que comandavam o clube, esqueceram do nosso maior patrimônio, A TORCIDA, e assinaram o contrato. Agora, passados apenas 2 jogos oficiais, a verdade começa a vir à tona, a má qualidade da construção e o DESPREZO com o torcedores… O NOSSO VELHO E GLORIOSO OLÍMPICO ainda está de pé, resta nos mobilizarmos prá mandar essa construtora pro espaço e continuarmos na nossa VERDADEIRA casa, onde NÓS MANDAMOS! Por que precisamos nos desfazer da nossa história, do NOSSO patrimônio ? Vivemos 110 ANOS sem a arena, porque insistem em dar a ela a importância que NUNCA vai ter ?? Precisamos ACORDAR E LUTAR enquanto ainda é tempo. Salve HÉLIO DOURADO !!

    • DEVERIAM CRIAR UM TÓPICO COM O TÍTULO: “A LUTA PELO PATRIMÔNIO, GRÊMIO, OLÍMPICO MONUMENTAL E SUA TORCIDA”.
      Espero que um dia não sejamos um clube sem patrimônio, sem identidade e jogando numa fria “casa de espetáculos”, assistido por abonados “expectadores” que comemoram gols sentados batendo palmas…

  • Limitando meu comentário ao que mais interessa no momento, A VITÓRIA MAIÚSCULA DO GRÊMIO em cima do futebol “alegre” dos cariocas. Vitória com a cara do Grêmio.

    Luxa fez mágica? óbvio que não, jogamos contra um time que não fez retranca. Uma dose forte de motivação, não do Luxa mas acredito que do Koff que procurou fazer esse grupo entender o que é LA e o que é o Grêmio.

    Barcos na minha opinião foi o cara que mudou muita coisa no jogo. Fica a missão ao Luxa de fazer esse time também jogar contra adversários que vierem retrancados, pois nessa competição isso vai acontecer, e muito, dar entrosamento a equipe e isso virá com uma definição de quem é titular e quem é reserva e, finalmente, por a equipe titular a jogar sem tantas alterações desnecessárias.

  • Gostaria de ver na íntegra este documento com os pontos problemáticos encontrados na Arena, principalmente nos que referem-se a segurança. Posso relatar que em todas as minhas idas a Arena, presenciei problemas “amadores” como infiltrações e goteiras, elevador trancado tendo de ser arrombado para liberação das pessoas, muita sujeira de obra nos corredores internos, banheiros sem mictórios, etc… Mas até o momento o que me pareceu mais grave foi a forma com que fixaram as estruturas da geral. Será que sonharam que aquilo seguraria a AVALANCHE? Abraço e continuem fiscalizando.

  • Aproveitando, no dia da inauguração, a ARENA, apesar dos inúmeros problemas, estava espetacular. As luzes azuis em torno do estádio refletiam nas placas também azuis externas dando um efeito como poucas vezes vi. Imaginei que isto seria de praxe em dias de jogos mas cortaram. Não sabem mesmo fazer marketing.

  • Dia 23 de fevereiro tive a 1a. oportunidade de conhecer a Arena da OAS (pelo menos por enquanto). Surpresa!!! Só se pode olhar por fora e quando me dirigi a um segurança fui escorraçado, tive que pedir se era possível apenas me dar uma informação! Deu com muita má vontade!
    Poderia ter algum cartaz: é proibido visitação, não chegue perto ou afaste-se! Nem parece que estou pagando mensalidade daquilo lá!
    Pago pela Arena mas só sou recebido no Olímpico!
    Além de torcedor sou engenheiro e não gostei do que vi. A estrutura metálica está sendo reforçada, estão soldando perfis metálicos para dar maior rigidez! Quem foi que dimensionou essa estrutura? O Grêmio vai aceitar uma obra cheia de remendos?
    O caso das grades que se romperam, dá para ver nas imagens que os poste estavam com os parafusos do lado contrário do esforço, erro de execução, não vi ninguém comentar.
    Amigos, digo a vocês, a Arena é o retrato do Brasil, feita para uns ganhar e outros pagar.
    Não vou suportar a mensalidade aqui do interior, ano passado foi pouquíssimas vezes no estádio, estou colocando o título de proprietário a venda, se alguém tiver interresse entre em contato: cirocesar@farrapo.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *