Carta do Movimento

Cabe ao movimento exaltar e defender todas as semelhanças do Grêmio FootBall Porto Alegrense, dentro de campo e nas arquibancadas, com o futebol aguerrido, de força e competitivo do futebol do Prata, vinculado a própria história do Grêmio Football Porto Alegrense, com o qual nós gremistas nos identíficamos na íntegra. Entende o movimento, e por consequência enaltece tal compreensão, que o Grêmio trata-se de um clube brasileiro mal compreendido, desgarrado do restante do país. Somos únicos.

É declarado nesta carta que todo aquele que porventura quiser ingressar na associação, tem necessariamente de aceitar, e acima de tudo se identificar com a nossa proposta. Proposta essa que visa cada vez mais marcar fortemente o Grêmio como o clube mais desgarrado do país, com uma identidade singular e identificada com nosso Pampa. Enaltecemos portanto, nossa alma platina! É de nossa compreensão que isto que propomos não é um ato isolado. Afinal, nossa geral está aí para provar! Cantos em Portunhol, avalanche, camisetas tricolores forjadas em batalhas e marcadas por muitas glórias, e um estádio inteiro a cantar e cantar! Até em setores mais elitizados do estádio não se admite mais os gritos de “senta, senta”! Descobrimos nossa identidade, nossa maneira de ser, torcer, cantar,  afinada com nossa gente! Isso tudo sem falar na boa vontade que grande parte da nossa “hinchada” tem com atletas vindos dos países de língua espanhola.

Podem alguns achar que estamos negligenciando nossa condição de Gaúchos Rio Grandenses! Mas ao contrário, a estamos reforçando, radicalizando e lutando para que qualquer tentativa de inserir em nosso clube modos e maneiras em desacordo com a nossa história e identidade, como ocorre frequentemente em alguns clubes vizinhos, seja sempre rechaçada com convicção! Nós como nossos irmãos dos Pampas (platinos) temos o sabor de um mate, o som de uma gaita e um bom churrasco como tradição!

Gaúchos Y Gauchos! Nada ya nos diferencia, além de um simples acento.

ASSOCIAÇÃO DOS GREMISTAS DO PRATA
Porto Alegre, 15 de Setembro de 2008

2 Responses to Carta do Movimento

  1. Adelar Jorge Kruger disse:

    Gostaria de participar do movimento Grêmio do Prata. Quais são as condições, alem de ser gremista da gema. Parabens ao movimento. att

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *